CRÓNICA

José Candeias

Locutor de Rádio

O Convite

“ Gosto da tua voz  e sei que gostarias de fazer um programa… ”. Assim surgiu o convite do Aurélio Carlos Moreira para fazer o Paju.

Deixo a área do jornalismo e abraço a carreira de locutor.

O Paju era um programa “com tudo”. Num curto espaço oferecia-se: musica e foram muitas as canções exclusivas; posteriormente sucessos em Portugal, reportagens com assuntos tão variados, a dinâmica publicitária, a forma de apresentação, o discurso. Dizer muito em pouco tempo, uma regra que a radio deve primar

Foi o melhor principio da minha carreira. 

O Aurélio diz sempre: a radio não se ensina e eu concordo. Mas foi a sua retaguarda que me guiou. 

Hoje uma radio generalista baseia-se no “lifestyle”. O Aurelio concluiu isso há décadas. O que interessava e o que o ouvinte gostava, o programa oferecia. Fomos às praias, ao ciclismo, a grandes eventos musicais e a outras áreas da cultura e da vida…

Até o “lettering” do nome do programa, bem como seu símbolo se mantêm actuais.

Por isso hoje e sempre a minha alma de radio é o Paju. É saber que na radio, o que nos une aos ouvintes e que nos faz transversais em diferentes gerações, é mantermos a chama jovem que nos inspira.

José Candeias

LEIA TAMBÉM

jpd.jpg

O PAJU marcou Gerações

Sabes quem fala?

Crónica de Francisco Simões

Crónica do Futuro Anunciado

© 2019 PAJU. Todos os direitos reservados.

Site optimizado para as versões do Internet Explorer iguais ou superiores a 9, Google Chrome e Firefox

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon